Taylor Swift Book Tag

Olá! Tudo bem com vocês, leitores queridos?
Hoje é dia de post com vídeo! YAY! Esse é o segundo vídeo que havia prometido para vocês que a Keti e eu gravamos. Você pode conferir o primeiro aqui!

Infelizmente nosso estoque de vídeos acabou e vocês terão que suportar uma existência sem ver nossos lindos rostos, nossa fala nervosa e minhas mãos extremamente creepy (até criarmos coragem e gravarmos mais, pelo menos). O assunto do vídeo de hoje é uma tag baseada na associação entre músicas da Taylor Swift com livros! Se você ama a Taylor 90% de chances de gostar e também é uma ótima oportunidade para conhecer essa artista linda!

Divirtam-se:



Peço desculpas pela iluminação meio ruim em alguns momentos do vídeo :(
Esperamos que tenham curtido!
Beijoos e não deixem de comentar :D


Resenha: Dercy de Cabo a Rabo - Maria Adelaide Amaral

Título: Dercy de Cabo a Rabo
Autor (a): Maria Adelaide Amaral
Editora: Globo
Páginas: 320
SKOOB
Autobiografia da irreverente atriz ditada à escritora Maria Adelaide Amaral. Dos palcos do teatro mambembe às telas de televisão. Contém caderno de imagens. 


Vou dizer a vocês, esta foi uma das resenhas mais difíceis que já escrevi. Tanto que só consegui conclui-la meses após ter lido o livro. Isto por ter sido uma leitura ruim? Jamais e muito pelo contrário. Esta foi (algo que não acontecia há algum tempo) um leitura que me envolveu, me despertou para várias reflexões, belas emoções, me fez dar boas gargalhadas e tornou ainda maior a admiração e carinho que já tinha à Dercy. A cada página pude explorar ainda mais meu vínculo com esta irreverente protagonista de uma vida incrivelmente batalhada.

Quem foi Dercy? Talentosa, verdadeira, extrovertida de uma maneira única e, acima de tudo, uma mulher admiravelmente forte. 
Amante de biografias que sou esta, em especial, foi uma experiência única. Me permitiu ver de verdade quem foi a menina Dolores e a mulher Dercy Gonçalves, pude vê-la como um livro aberto: com todos os seus medos e inseguranças, mas, independente de qualquer coisa, como a mulher forte e autêntica que sempre foi.

Apreciação: David Tennant em Gifs

Olá pessoas!
O post de hoje é um pouquinho diferente do usual do blog, mas prometo que vai valer cada segundo do tempo de vocês.
ENTÃO, coagida por pura e livre pressão da Carol, da Cecilia e da Tici eu comecei a assistir Doctor Who. Vocês já devem ter ouvido falar: é uma série sobre o último dos Senhores do Tempo que pode, bom, viajar no tempo (dã). Ele apronta muitas viajando pelo espaço-tempo, visitando eventos históricos e desvendando nossa futuro e, principalmente, salvando a humanidade over and over again.

Imagens reais de como me senti ao começar assistir DW: Sugada pelo espaço-tempo
da maravilha que é essa série

Aperte O Play... Starlight - Muse


Olá!
O Aperte O Play de hoje é mais um oferecimento de "A Debora só descobre músicas legais eras depois que elas foram lançadas".
Vendo um vídeo de um shipp meu (Tenrose aos interessados) (vídeos de shipps melhores vídeos para se descobrir ótimas músicas) descobri Starlight, música do Muse. E que música meus amigos! Isso já faz umas duas semanas, ou seja, duas semanas escutando a música sem parar. Então, finalmente resolvi vir aqui compartilhá-la com vocês para ver se desencano. Creio que Muse dispensa comentários, mas para quem não conhece a banda ou quer saber mais acesse o site oficial.

Christopher Wolstenholme (baixista), Matthew Bellamy (vocalista) e Dominic Howard (baterista)

Resenha: Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes

Título: Como Eu Era Antes de Você
Autor (a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 320
SKOOB
Sinopse: Como Eu Era Antes de Você - Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Louisa Clark (ou Lou) é uma mulher de 26 anos com nenhuma pouca ambição na vida. Acomodada num namoro de quase 7 anos com Patrick (um maratonista que no momento dá mais importância aos treinos que para ela), morando com os pais e trabalhando a 6 anos na mesma cafeteria, Lou vê sua rotina mudar quando o local fecha e precisa conseguir outro emprego para ajudar no sustento da família. Com poucas qualidades (ou assim pensa), ela não acredita que conseguirá um trabalho rapidamente, mas ainda assim decide se candidatar a vaga de cuidadora de um tetraplégico e acaba sendo contratada. 

Lançamentos de Abril - Editora Única e Editora Gente


Hey Ho! Estão preparados para um mês recheado de lançamentos maravilhosos? Eu estou, mas meu bolso não está nem um pouquinho rs
Vamos conferir o que a Única e Editora Gente trazem pra nós em abril:

Única Editora

Título: As pontes de Madison
Autor: Robert James Waller
Selo: Única Editora
ISBN: 978-85-67028-59-0
Formato: 13,5 x 20,5 cm
Páginas: 192
Gênero: Literatura estrangeira/Romance
Tradução: Alice Klesck
Preço de capa: R$ 29,90
Sinopse: O ano é 1965, e a cidade de Iowa, interior dos Estados Unidos, parece estar ainda mais quente nesse verão. Francesca Johnson, uma mãe de família que vive uma vida pacata do campo, não espera nada além dessa temporada do que o retorno dos filhos e do marido, que viajaram. Sua tranquilidade, porém, será interrompida com a chegada de Robert Kincaid, um fotógrafo de espírito aventureiro que recebeu a missão de registrar as belíssimas pontes de Madison County.

Francesca e Robert comprovaram para o mundo que o valor das coisas está realmente na intensidade que elas carregam e não no tempo que duram. Casada, mãe, Francesca não deveria ter sentimentos tão fortes por esse fotógrafo. Assim como ele, um homem tão livre, nunca se viu tão preso a alguém que acabou de conhecer. E é justamente assim que as paixões intensas funcionam: é como ser atingido por um raio quando menos se espera, e, de repente, seu corpo e sua existência estão preenchidos de energia, sem ter como voltar atrás para o estado anterior. E perdemos todo e qualquer pudor ao ver que é possível, uma vez mais, encontrar espaço para dançar.

As pontes de Madison dá voz aos anseios de homens e mulheres de todo mundo e mostra, por meio desse encontro fortuito e avassalador, o que é amar e ser amado de forma tão ardente que a vida nunca mais será a mesma.

DecorArte: O surrealismo ilusionista de Rob Gonsalves


Hello!
Como acontece na maioria das vezes que descubro algo legal, eu estava navegando pelo infinito mundo da internet e acabei em um post sobre Rob Gonsalves e seu incrível e hipnótico surrealismo. Você sabe que uma coisa é maravilhosa quando: 1) OMG, o mundo inteiro precisa conhecer isso e 2) como diabos eu consegui viver até hoje sem ver isso. Minha vida era vazia e eu nem sabia. Tá, talvez não seja para tanto, mas só sei que enquanto via obra após obra do Gonsalves meu queixo caia cada vez mais e minha fascinação aumentava.

Gonsalves não é qualquer artista surrealista, ele possui um grande diferencial em sua obra: elas são cheias de ilusões. No primeiro momento parecem algo, mas com um olhar mais atento ganham uma segunda perspectiva diferente. É aquele tipo de arte que não apenas fascina os olhos, mas enche a alma de um sentimento lindo e inexplicável! Confiram: