Resenha: A Lista - Cecelia Ahern

Título: A Lista
Autor (a): Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384
Kitty Logan tem 32 anos e aos poucos está perdendo tudo o que conquistou: sua carreira está arruinada; seu namorado a deixou sem um motivo aparente; seu melhor amigo está decepcionado com ela; e o principal: sua confidente e mentora está gravemente doente.
Antes de morrer, Constance deixa um mistério nas mãos de Kitty que pode ser a chave para sua mudança de vida: uma relação de nomes de pessoas desconhecidas. É com base neles que Kitty deverá escrever a melhor matéria de sua carreira.
Quando começa a ouvir o que aquelas pessoas têm a dizer, Kitty aos poucos descobre as conexões entre suas histórias de vida e compreende por que foi escolhida para dar voz a elas.

A Lista conta a história da jornalista Kitty Logan. Uma matéria desastrosa transmitida em rede nacional lhe rendeu um processo judicial, a perda da sua reputação e também a admiração de seus amigos e familiares. Menos de sua editora chefe, Constance. Constance é a âncora de Kitty no turbilhão que sua vida virou, porém sua amada amiga está doente e não tem muito tempo de vida.

Em uma visita à Constance, no hospital, Kitty pergunta a ela qual a matéria que ela sempre quis escrever, mas nunca teve a chance, assim Constance lhe revela uma lista com o nome de 100 pessoas que fazem parte de uma grande matéria. Após a morte de Constance, Kitty se vê sozinha e com uma matéria que pode ajudar a restituir a sua reputação como jornalista. Porém, ela precisa descobrir a ligação entre as 100 pessoas da lista que, aparentemente, nunca ouviram falar uma das outras e não tem a menor ideia de porquê alguém estaria interessado em sua história.

Esse é o terceiro livro que leio da Cecelia Ahern e posso dizer que cada vez mais ela me surpreende e emociona com suas histórias, que a primeira vista são simples e despretensiosas. No entanto, ao decorrer de uma narrativa fácil e envolvente vamos mergulhando na trama, nos apegando aos personagens e seus questionamentos e é como se vivêssemos as situações difíceis e emocionantes juntos com eles.
"... estava começando a conhecer as pessoas mais a fundo, a camada que todos nós escondemos, o que havia detrás da máscara, da gentileza social, da insegurança. Kitty sentiu que estava começando a chegar à parte mais valiosa de sua lista."
Outro ponto que me cativou na trama foi a rotina jornalística de Kitty, as decisões a serem tomadas, as perguntas que rondavam sua cabeça por causa da situação antiética que ela se meteu, a investigação atrás das pessoas da lista, as entrevistas e mais entrevistas que ela precisa realizar até descobrir o propósito da matéria que Constance gostaria que ela fizesse. A Cecelia conduz a história de maneira crível, interligando as situações e acontecimentos, cada passo de Kitty terá um consequência não só no seu trabalho, mas principalmente na sua vida real. 

Falando em Kitty, aprendi a gostar dessa personagem que comete erros sim, mas se arrepende deles (mesmo que não admita), que só quer honrar a memória de sua amiga e que se esforça acima de tudo para fazer o seu melhor. Ela pode ser egoísta e um pouco ambiciosa sim, mas isso não tira toda a dor e culpa do que ela está passando quando a conhecemos no início do livro. Porém, a autora soube não apenas conduzir a história, mas desenvolver de forma agradável e consistente a trama pessoal da personagem, fazendo-a evoluir, aprender com os próprios erros e voltar a ser a pessoa que tinha fascínio por histórias interessantes que precisam ser descobertas.
"Talvez pensemos que somos pessoas comuns, que nossa vida é entediante porque não estamos fazendo nada de extraordinário nem estampando capas de jornais, tampouco suas manchetes, nem ganhando prêmios memoráveis. Mas a verdade é que todos nós fazemos coisas fascinantes, admiráveis e das quais deveríamos sentir orgulho." 
A Lista não é o melhor livro do mundo, mas a mágica da Cecelia nos presenteia com um livro fofo, recheado de histórias lindas, importantes e que significam muito e nos fazem aprender muito sobre como a vida pode ser ruim, mas basta você fazer o seu melhor para tentar mudá-la. As páginas não serão viradas furiosamente, cada linha deve ser apreciada e interpretada, ainda mais quando se trata das pessoas da lista.

Enfim, esse livro foi um passa tempo surpreendente, que me manteve presa e admirada, além de ativar minha curiosidade que trabalhou a toda tentando descobrir a ligação entre as pessoas da lista junto com Kitty. O romance de modo algum é o foco principal, mas sim um dos milhares de planos de fundo que acontece igualzinho a história: suave, sutil, carinhosamente e no final, rápido, lindo e conquistador. Se você quiser ler uma história sobre pessoas interessantes, com acontecimentos inesperados em suas vidas, que vá te emocionar e deixar com o coração quentinho, A Lista é o seu livro.


7 comentários:

  1. Oii
    Eu não tinha o mínimo interesse em ler esse livro, mas depois de ler a resenha fiquei bastante curiosa e lerei assim que puder, adoro esse tipo de história.
    Beijos

    Angel | http://coracao-de-leitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. OIEEEEEEEEE! Confesso nunca ter lido nada dessa autora, nem P.S Eu Te Amo ~pessoas ficam me encarando meio "WHAT?"~. Mas eu até que gostei da trama desse livro. Não sei se é mais porque a personagem é jornalista, eu vou fazer jornalismo, somos parças... hahaha. Brincadeira. Mas eu confesso que não é bem meu tipo de livro. Sou muito seleta e chata com temas de livro, no momento estou mais pra livros com ação, etc.
    Mas você hein, senhorita, sempre fazendo resenhas ótimas e maravilhosas, vem cá, me dá um abraço, sua linda <3 hahaha

    Beijos,
    http://www.girlfromoz.com.br/

    ResponderExcluir
  3. eu ja li, mas sabe aquela história que te marca que você não consegue expressar bem em palavras?
    se pararmos pra analisar é um enredo mais simples, mas talvez o mais significativo da autora, ao trabalhar essa lista interminável de histórias ela nos mostra como cada um é especial! me peguei chorando em alguns momentos, rindo em outros, mas com certeza é um livro que recomendo!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca li nenhum livro dessa nossa quase xará aí, P.S Eu Te Amo só vi o filme e confesso que não achei essa coisa que todo mundo fala não. Tenho muita curiosidade de ler Onde Terminam os Arco Íris (De Repente Acontece) porque já me disseram que é todo a partir de cartas e adoro cartas *-* Mas gostei da temática de A Lista, porque acho que deve ser uma leitura profunda e enriquecedora, daquelas que faz a gente refletir sobre nossa vida, né?
    Sua resenha tá ótima, Debs.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse livro, mas depois de ler a sua resenha fiquei super interessada em ler :)

    Obrigada por compartilhar essa leitura ♥

    ResponderExcluir
  6. Oi Debora, tudo bem contigo ???
    Eu tive a oportunidade de ler esse livro faz um tempinho já, nunca tinha lido nada da autora antes, para mim foi uma grande surpresa descobrir que ela é irlandesa e que já escreveu tantos livros de sucesso. Após a leitura eu me vi fascinada e morrendo de vontade de conhecer melhor o trabalho dela !!!
    Concordo com cada palavra que você disse, esse é um livro simples, porém envolvente e encantador. Quanto mais lia, mais me via imersa na história. Adorei a escrita da autora.
    O único ponto que, no meu caso foi diferente, é que eu não gostei da Kitty. Só passei a gostar dela no finalzinho da história, mas até lá eu morria de raiva dela, rsrsrs, queria entrar no livro e falar umas verdades pra ela, rsrsrs. Para mim o ponto alto foram os personagens secundários e suas histórias, esse detalhe foi o que me fisgou !!!

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
  7. Oieee, Debslinda! <3 Tô colocando os comentários do VV em dia e claro que não ia deixar de comentar na resenha de A Lista, né? Infelizmente eu ainda tô na página 60 e não consegui avançar por conta da faculdade, mas ele já tá na lista da #MLI2015 e vamo que vamo! rs A trama jornalistica desse livro foi o que mais me chamou atenção nessas primeiras páginas que eu li, e eu adorei a sua resenha porque sinto que irei achar a mesma coisa do livro! Muito curiosa para conhecer todas as 100 histórias rs Bjoss <3

    Tici | www.bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário...